Branding interno, um enredo inteligente 

tempo estimado de leitura: 4 minutos

Hoje temos a fantástica oportunidades de falar sobre o livro de Alejandro Formanchuck, um dos especialistas mais importantes em comunicação organizacional da Argentina. Em seu blog Tudo Significa ele partilha sua experiência no campo da comunicação interna e agora já fez um resumo essencial sobre isso, Intitulado Branding Interno, Um enredo inteligente.

Agradecemos muito ao Alejandro que nos permite fazer uma entrada, dedicado as principais lições que se emergem de seu novo livro e que podemos aplicar em nossa organização.

Para começar, quando queremos situar o valor da comunicação interna e o Branding interno nas empresas, temos que perguntar ao autor, o que é que tem valor no mundo organizacional hoje.

A resposta no Branding interno, Um enredo inteligente Encontrará em escritos de autores como Jonas Ridderstrale e Kkell Nordstrom, que afirmam que o clássico equilíbrio capta menos de um quarto do valor real de uma empresa moderna.

Ha um Valor de 75% dos saldos antigos que não podem ser vistos, contabilizados, medidos, registrados

Assim mantém Formanchuk. Para ele essas figuras tem uma tradução clara:

  • Uma maquina, um edifício, um produto: 15%.
  • A imagem positiva de lealdade e de seus clientes, parceiros, funcionários e outros: 75%

Com isso o calculo qualitativo semelhante de outros autores que põe o capital humano como o centro operacional de sucesso das empresas, a leitura de Formanchuk é um must – que devemos ao menos procurar.

Nela encontramos declarações de referencia, quando damos de cara com o projeto de uma comunicação interna de valor:

  • Muitos dos recursos mais importantes de uma empresa que já não podem ser tocado
  • O empregado não é uma publico interno. É um ator de extremos
  • Mais limites entre comunicação interna e externa
  • As pessoas são em si mesmas um canal de branding
  • O Branding  interno é um Branding  para secar.

Uma vez feita estas reflexões Formanchuk propõe as guias para determinar as ações que elas podem se desprender. E para o autor de Tudo Significa, o valor da marca se constrói a partir de toda organização. Por isso falamos de uma decisão estratégica que implica necessariamente integrar as disciplinas.
Neste sentido recorda que a organização não deve esquecer que é necessário:

  • A gestão da marca Porta a dentro da empresa
  • As Ações de branding destinada aos empregados
  • As comunicações internas feitas com técnicas de Branding
  • A organização de programas ERM ( Employee Relationship Management)
  • As Estratégias B2E ( Business-to-Employees) impulsada pelos motores do “EVP” (Employer Value Proposition)

 

 

Tudo isso a partir da Zyncro poderiam acrescentar boas praticas do Manual de Redes Sociais Corporativas.
E um ponto final do autor em seu livro:

As pessoas que formam uma empresa são seus melhores embaixadores.