Actualizações de Yolanda Torres RSS Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Yolanda Torres 11:18 am em 30/03/2012 Permalink | Responder
    Tags: , , humanizar, lovemark,   

    Humanizar a sua marca, a chave do sucesso 

    Tempo estimado de leitura: 4 minutos

    Marca, fale comigo, me ame, faça eu me sentir importante!

    Bom dia a tod@s. Os que me seguem já conhecem um pouco minhas preocupações: Tento mostrar de alguma forma ou outra as tendências e as atuais linhas transparentes entre marca/empresa, sempre a partir de uma perspectiva digital e inovadora.

    Leio tudo que cai em minhas mãos sobre tendências de negócio, e tento explicá-lo a partir de um ponto de vista que seja aplicável aos nossos trabalhos ou negócios.

    Hoje falaremos sobre humanização. Em um período de crise difícil como o que vivemos, os consumidores querem que as marcas/produtos mostrem seu lado humano. Seth Godin define o novo marketing como “extending the narrative” (estender a narrativa), aproximando-nos dos clientes/consumidores/fornecedores/funcionários a partir do lado humano.

    Entramos de cabeça no conceito de “sociality”, isto é, a hipercomunicação através dos meios digitais, com especial participação das redes sociais corporativas ou privadas, fantásticas ferramentas para este serviço de humanização.

    • Converse
    • Compartilhe
    • Conecte
    • Reflita
    • Crie
    • Difunda
    • Expresse

    Os ambientes rígidos das companhias estão desaparecendo, dando lugar a um ambiente aberto para o diálogo e a co-criação. Exigimos participar e queremos contribuir. Esta é a realidade. :)

    Jorge Rodriguez-Guerada e Kognitif mostram graficamente o que estou falando: as mil caras da marca, as mil caras da empresa. Não podemos esquecer das pessoas!


    • Sociabilize-se
    • Digitalize-se
    • Crie ambientes participativos
    • Atreva-se a mostrar os pontos fracos
    • Deixe que opinem
    • Que te ajudem a construir sua marca/empresa
    • Mostre seu lado humano

    Junto a esta realidade, encontraremos o conceito “revendedor chic” ou “smart shopping”. Nosso cliente e nosso canal devem perceber um feedback de satisfação muito superior ao preço pago. Não queremos pagar mais do que consideramos oportuno, e exigimos um tratamento sempre primoroso.

    • Blogs
    • Redes Sociais
    • Canais digitais de atendimento ao cliente
    • Social branding
    • Transparência
    • Liderança
    • Proximidade

    …estas são as ferramentas que nos ajudarão a alcançar este objetivo, que no final mostra  o que o mundo digital proporcionou: democratizar a recomendação. Tod@s somos importantes! :-)

     

    O presente é humano, o futuro é humano e hoje mais que nunca queremos ver o interesse da marca/empresa por nós.

    Começa a corrida de “lovemarks”. Está preparado para o desafio? :-)

     

     
  • Yolanda Torres 10:07 am em 24/02/2012 Permalink | Responder
    Tags: , , , , , ,   

    Comunique-SE: 3 maneiras de melhorar seu resultado final. 

    Tempo de leitura: 4 minutos

    Bom dia! Hoje quero apresentar a segunda edição do evento Comunique-SE que acontecerá na sexta-feira, 2 de março no Hotel ME Barcelona, onde terei a oportunidade de participar como palestrante. Podem ver o programa completo aqui. Nos tempos em que vivemos, se trata de ajudar a melhorar, Este é o claim e a vontade do ato.

    Em primeiro lugar, ao lado da experiente Zyncro, falaremos de novo do papel que as Redes Sociais Corporativas tem na otimização da gestão empresarial.

    Uma agencia de comunicação integral com mais de 17 anos de experiência e casos provados de sucesso, Equipe Singular, e sua agencia interativa Grapa, nos ensinaram que a continuação da terceirização de recursos em marketing e comunicação podem melhorar o resultado final,enquanto que impulsionam o crescimento.

    Completando o quadro de palestrantes, nos falará Everis, que oferece soluções de negócios, estratégias, manutenção de aplicações tecnológicas e outsourcing, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico sustentável da empresa ou entidade.

    Para termos uma ideia básica, eu antecipo que falaremos tudo sobre ferramentas e estratégias profissionais para nos ajudar a:

    • Otimizar e flexibilizar recursos.
    • Ser mais competitivos.
    • Economizar custos
    • Proporcionar o crescimento buscando a oportunidade.
    • Internacionalizar-nos.

    Trabalhando nas áreas da empresa que podem impulsionar o resultado final:

    • Comunicação interna, B2B e B2C
    • Gestão de recursos: aplicações tecnológicas e outsourcing
    • Terceirização de Comunicação e Marketing orientados com resultados.
    • Digitalização
    • Flexibilização do modelo empresarial.

    Iniciativa, ousadia e certas doses de Valentia. Estas são as características que este artigo de Expansão solicita a novos empresários ou gerentes.

    Bem, gostaria de acrescentar que, em caso da gestão empresarial, também precisam de conhecimento, se manter a par das ferramentas de melhoria que o mercado nos oferece. Isso é definitivamente Comunique-SE, conhecimento para poder melhorar.

    No seu artigo Transparente ou Translucido? Seth Godin nos apresentou uma visão transversal da empresa que necessita aparecer, simplificar a gestão e flexibilizar processos.

    Gosto de documentar com algumas imagens o que expliquei, a partir do ponto de vista do Marketing e da Comunicação Corporativa. Deixo esse vídeo do Canal Youtube de Orange UK, que otimiza perfeitamente sua estratégia de patrocínios com sua individualidade corporativa.

    Redes sociais são implementadas de forma continua nas PYMES de hoteis espanhois, enquanto empresas de tecnologia crescem em ritmo acelerado. O objetivo é:

    • Modernizar-se
    • Formar-se
    • Adaptar-se
    • Digitalizar-se

    O gerente do século  XXI está obrigado a conhecer todos os recursos tecnológicos aplicáveis as empresas, para poder tomar decisões corretas neste meio tão competitivo, difícil e alterado.

    Se você tem duvidas, necessita vir ao Comunique-SE! Nos vemos dia 2 de março as 08:45:-)

     
  • Yolanda Torres 10:47 am em 22/11/2011 Permalink | Responder
    Tags:   

    Miscigenação 3.0, a união faz a força 

    Tempo estimado de leitura: 4 minutos

    Bom dia! Hoje eu vou apresentar um conceito para vocês: Miscigenação 3.0, ou como utilizar e integrar todas as ferramentas digitais disponíveis para facilitar, agilizar e melhorar nossos processos de trabalho.

    Acabo de voltar da Ásia, lá sou voluntária de um orfanato em Bac Kan (Norte do Vietnã) onde nasceu minha fundação Spirits of Hanoi, estive também em Laos e na Tailândia, ou melhor, dei uma passeio por algumas das economias emergentes que mais crescem (Vietnã com crescimentos de 9% ao ano), e fui apontando e anotando tudo aquilo que me pareceu inovador e interessante: é claro que viajar ensina, mas… podemos viajar digitalmente, no mundo do digital não há fronteiras, o mundo é plano e podemos aprender e melhorar nossos conhecimentos, processos e inclusive fornecedores e clientes, ampliando nosso campo de pesquisa e foco. Miscigenação 3.0 significa também romper fronteiras e internacionalizar-se. Mas como?

    • Se informe sobre quem faz o mesmo que você.
    • Analise como eles fazem isso.
    • Estude os processos de uma ótica crítica.
    • Entre em contato com quem interessa.
    • Internacionalizar-se via partnerships sobre uma boa ideia.
    • Participe de fóruns e debates.
    • Aprenda cada dia mais, abra sua mente.
    • Mantenha-se informado, seja curioso.

    Como disse no início, essa miscigenação 3.0 pode ser aplicada em nossos cotidianos, mediante a integração de ferramentas que nos ajudem a simplificar processos, e nesse sentido a Zyncro 3.1 integra toda a informação corporativa em uma só plataforma. Vamos ser criativos, nos arriscar um pouco, não cair nos efeitos nocivos da negatividade, aplicar ao nosso dia a dia e na empresa nesse momento de crise econômica:

    • Investigar
    • Unir
    • Tentar
    • Inovar
    • Arriscar-se
    • Aprender
    • Mudar
    • Mesclar

    Miscigenação 3.0 é um estado de inquietude e inovação necessário hoje em dia, é a atitude do executivo 3.0, tema do meu próximo post.

    Deixo o link “cuidando de um ligar chamado mundo” de Facto Delafe, que resume brevemente a miscigenação transversal de que estou falando.

    E uma reflexão de Seth Godin: After you’ve done your best (and it didn’t work)”. Ótima semana 😀

     
  • Yolanda Torres 10:56 am em 04/11/2011 Permalink | Responder
    Tags: , ,   

    Como ser competitivo em tempos de crise? A empresa líquida 

    Tempo estimado de leitura: 4 minutos


    Em um situação econômica difícil como a atual, onde as perspectivas de melhora nem sempre são visíveis, todos concordamos que 2011 é melhor que 2012, que podemos trabalhar para melhorar nossos resultados nas empresas e enfrentarmos esse período tão duro?

    A resposta é usar a TECNOLOGIA como ferramente de crescimento, internacionalização, comunicação, melhora de processos, transparência e colaboração.

    Muito se fala sobre a empresa líquida frente a sólida, mas o que isso significa? Em linhas filosóficas, a flexibilização e moderação frente a imobilidade e ao isolamento. Bauman, papa da teoria da sociedade líquida ou sociedade capaz de se adaptar a mudanças constantes, nos abre a porta para a modernização das organizações empresariais:

    • Fluir
    • Transformar-se
    • Adaptar-se
    • Internacionalizar-se
    • Hipercomunicar-se
    • Reduzir custos
    • Inovar constantemente

    Em termos técnicos: adaptando as organizações ao cloud computing. Algo simples de se conseguir superando a barreira psicológica tanto por parte do TI como da direção geral.

    Eficácia e eficiência são conceitos totalmente unidos nas organizações do século XXI, a empresa líquida ou cloud computing business organization é a chave para a competitividade das empresas nesse cenário tão complicado, e abre uma porta para a mudança de modelo que não acabará nunca:

    • Ferramentas econômicas
    • Ferramentas flexíveis e adaptáveis
    • Usabilidade
    • Máxima adaptação ao entorno empresarial
    • Treinamento constante de fornecedores

    A Zyncro, solução inovadora a nível mundial em cloud computing business network, ou redes sociais corporativas, é um exemplo claro de como uma ferramente digital pode agilizar, modernizar e resumindo, garantir um retorno em benefício das empresas que a implantam.

    Empresa líquida, tecnologia, digitalização, corporate social media são conceitos básicos com os quais as organizações vão se fortalecer nesse ambiente de mudanças e crises em que vivemos.

    Então…

    • Decida
    • Aposte em business cloud
    • Digitalize-se
    • Transforme-se
    • Adapte-se
    • Torne parte da sua estrutura líquida

    A empresa do século XXI e as ferramentas necessárias estão aqui. Atrever-se a competir, é algo fascinante…

     
  • Yolanda Torres 11:49 am em 08/09/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , personal brading   

    Digital Personal Branding 

    Tempo estimado de leitura: 4 minutos

    • Meu nome: Yolanda Torres
    • Nasci em: Ibiza
    • Minha profissão: comunicação
    • Minha empresa: Equipo Singular
    • Minha digital personal branding: @yolandaibz

    Fundei a Equipo Singular a cerca de 17 anos, agência especializada em branding estratégico e posicionamento de produtos utilizando todas as ferramentas de comunicação on e off line.

    Mais tarde me reciclei na ESDEN. As novas tecnologias avançam tão ráído que achei necessário fazer um mestrado em marketing digital para ganhar perspectiva; e foi o que eu ganhei, estou projetando várias estratégias de posicionamento digital, mas a que mais me emociona é a da minha terra, Ibiza.

    Em um jantar com alguns amigos, um deles, que tem uma conhecida empresa com seu nome, voltou a falar sobre Personal Branding, que com a internet gerou uma cobrança absurda. Mas por que?

    • Na internet temos uma identidade digital comparável a que tem uma marca ou produto.
    • Nosso nome/apelido se posiciona na rede, dependendo da nossa atividade on/off line.
    • Nossa atividade nas redes sociais são outro elemento que constitui nossa reputação pessoal digital.
    • Com ou sem estratégia de personal branding, eu sou minha marca.

    Na agência, temos mantido uma política de privacidade sobre a nossa identidade, de fato, durante muitos anos o logo da Equipo foram sombras humanas “estão na sombra de nossos clientes”, foi a nossa reivindicação, éramos isso: Equipo sim, mas com identidades particulares.

    A era 2.0 está revolucionado e mudando totalmente as regras do jogo. Hoje temos que “estar com nomes e apelidos, estamos condenados a ter uma identidade digital e uma pegada online visível”, o Digital Personal Branding trabalha para adequar essa pegada a nossos interesses, já que temos que aparecer, vamos trabalhar nossa identidade de acordo com nossos objetivos: Personal Branding, como fazer?

    Desenhando nosso próprio plano de marketing pessoal:

    • Missão: o que eu quero?
    • Visão: quem eu sou, onde estou com relação ao meu objetivo?
    • Objetivo: como quero ser visto?
    • Estratégia: quais métodos vou utilizar?
    • Timming: quanto tempo vou dedicar a isso?

    Ao definir o que queremos, estamos fazendo um planejamento não só profissional mas também as vezes vital, pois já sabemos o tempo e dedicação necessários no trabalho… A respeito disso, deixo um link engraçado http://z.ync.ro/6lTwK, que demonstra de forma exagerada o que estou dizendo.

    Nossa visão, como disse um de meus mestres, Seth Godin, em seu post “Mark Zuckerberg is not Mark Zukerberg” somos nós com nossos prós e contras no contexto em que nos encontramos.

    Os objetivos têm relação estreia com a missão, é decidir: O que queremos conquistar? Os objetivos profissionais se alinham muitas vezes com os pessoais, somos um e o único Digital Personal Branding deveria levar em conta nossos objetivos vitais.

    Se fizermos o que nos realiza profissionalmente, seremos muito mais eficazes.

    Sobre a estrategia, vamos nos aprofundar nas ferramentas 2.0, ou como gerir o talento em Social Media, meu conselho é o seguinte: conhecer as ferramentas 2.0 é fundamental para o Digital Personal Branding, dificilmente podemos utilizar meios que não conhecemos.

    O timming depende da importância que damos ao nosso posicionamento pessoal, cada um tende- dependendo de seus objetivos – a um timming para conseguí-los, outro conselho acompanhado de uma reflexão:

    A rede não anda, ela voa!

    Pense antes de agir, a rede voa e temos que saber para onde queremos voar antes de entrar no avião”.

    Estão preparados para o Digital Personal Branding?

     
  • Yolanda Torres 4:28 pm em 19/07/2011 Permalink | Responder
    Tags: , , persuasão   

    Persuasão 2.0: Como ser convincente no mundo digital 

    Tempo de leitura estimado: 3 minutos

    Olá! Para colocar meu conhecimento a serviço de vocês e escrever para ajudá-los em suas tarefas diárias, @pfcarrelo, diretora de marketing da Zyncro, e sem dúvida, um dos perfis mais interessantes que eu conheço na web, me convidou para a aventura de escrever sobre Persuasão 2.0: Como convencer no mundo digital?

    Os mestres da persuasão no mundo off-line são as marcas de grande consumo. Um momento de descontração com a Pepsi e Fernando Torres (essas marcas conseguem unir consumo e humor, gerando excelentes resultados).

    Todos nós estamos sujeitos diariamente a escolher entre produtos de qualidade muito semelhante. Tirei de uma grande cadeira de consumo uma definição de persuasão que eu gosto muito:

    Persuadir é incentivar os outros a aceitem voluntariamente o nosso modo de ver as coisas e respeitar, apreciar e ter em conta as nossas propostas.
    Podemos influenciar alguém por nosso modo de ser e de agir.

    Manipulação, perguntam alguns? Não, simplesmente persuasão, a manipulação tem segundas intenções e o marketing não, no final o marketing é um guerra de percepções e não de motivações obscuras!

    E a Persuasão 2.0? Que elemento devemos ter em mente para que nossa estratégia de produto/marca online seja suficientemente persuasiva?


    – Canal: Inquestionavelmente persuasão offline tem uma presença física que substituímos por um canal determinado no mundo digital. Neste sentido, a Zyncro é um canal digital corporativo e o Zyncro Blog é um canal de comunicação digital. A escolha de um canal adequado de comunicação é 90% do êxito da persuasão 20.
    – Excelência do produto/marca: A qualidade e a transparência das marcas e produtos são muito importantes no mundo digital.
    – Capacidade de envolver e oferecer atributos/conteúdos de valor: O excesso de informação que ocorre na rede nos obriga a dar muito mais valor ao usuário.

    – Empatia, a capacidade de saber o que procuram e pelo que se interessam nossos usuários: Uma análise cuidadosa para determinar se aquilo que estamos comunicando é interessante ou passa batido.
    – Resposta rápida: O mundo digital é mais rápido do que o tempo e as respostas são esperadas a todo momento.
    – Emoção: ser capaz de transmitir sentimento através da comunicação.
    – Lógica e interação: O mundo 2.0 é hiperconectado, devemos ser capazes de entende e trabalhar com essa premissa.
    – Surpreender: oferecer mais do que o esperado ou oferecer de uma maneira diferente, adicionando valor e conteúdo.


    A encenação, que é tão importante no mundo offline, torna-se conteúdo e capacidade de gerar interesse por meio de palavras e storytelling, “contar uma história” no mundo online. O post chamado
    Steve Jobs e o Poder da Narrativa ilustra perfeitamente o que quero dizer.

    Como disse Seth Godin, minha referência como Strategist Thinking, em seu post Preste atenção na Economia da Atenção, em um ambiente onde as notícias e desenvolvimentos voam na casa dos milhões, imagine a importância de persuadir ou atrair a atenção do usuário.


    A persuasão 2.0 é a melhor e mais eficaz ferramente para conseguir um propósito comercial ou de marketing, confiantes no nosso produto/serviço e uma vez selecionados os canais de comunicação adequados com os nossos clientes, devemos aprofundar as técnicas de persuasão para atingir nossas metas:
    – Conduzir
    – Convencer
    – Transmitir
    – Informar
    – Emocionar
    Estou sendo suficientemente persuasiva?

    Permitam-me uma pergunta: acredito que poderíamos aprofundar mais no Personal Branding e também gostaria de falar sobre Reputação Online, sempre voltadas para o público. Qual conteúdo vocês preferem?

     

     
c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar